You are using an outdated browser. For a faster, safer browsing experience, upgrade for free today.

Como ficou a aposentadoria especial depois da reforma?

A aposentadoria especial antes da reforma da previdência, era uma das melhores aposentadorias do Brasil.

A aposentadoria especial é um benefício previdenciário concedido a todo trabalhador que atua em uma função ou ambiente com exposição de agente nocivos, apresentando, assim, riscos à sua saúde ou integridade física.

Como era a aposentadoria especial antes reforma da previdência?

Antes da reforma, quem se aposentava pela regra, recebia 100% do salário de contribuição e devia atingir idade mínima + tempo de contribuição em exposição ao agente nocivo.

Dessa forma os profissionais deviam preencher os seguintes requisitos:

15 anos de atividade especial de risco alto (trabalhadores das linhas de frente da mineração subterrânea);

20 anos de atividade especial de risco médio (trabalhadores de minas que exerçam suas funções longe das linhas de frente e trabalhadores expostos a amianto ou asbestos);

25 anos de atividade de risco baixo (demais agentes nocivos químicos, físicos ou biológicos).

Como fica a aposentadoria especial após a reforma da previdência?

Com a nova regra, o cálculo do benefício é o mesmo previsto para outras aposentadorias: 60% da média salarial mais 2% a cada ano que exceder 20 anos de contribuição.

Além disso, o beneficiário precisa cumprir o tempo mínimo de contribuição para se aposentar e seguir o esquema de pontos, sendo necessário cumprir o tempo de contribuição mais idade para obter o benefício.

Dessa forma, esses profissionais poderão se aposentar somente quando preencherem os seguintes requisitos:

- 66 pontos somando idade e tempo de contribuição e ter pelo menos 15 anos de efetiva exposição (trabalhadores das linhas de frente da mineração subterrânea);

- 76 pontos somando idade + tempo de contribuição e ter pelo menos 20 anos de efetiva exposição (trabalhadores de minas que exerçam suas funções longe das linhas de frente e trabalhadores expostos a amianto ou asbestos);

- 86 pontos somando idade + tempo de contribuição e ter pelo menos 25 anos de efetiva exposição (demais agentes nocivos químicos, físicos ou biológicos).

Ainda com dúvidas? Agende uma consulta conosco!

Agendamento de consulta com advogado

Preencha o formulário com os seus dados que entraremos em contato com você.

Agendar